17 março 2017

Mensagens Secretas em Seus Corpos na SPFW

Um dos pilares do Grupo Estadão desde o ano passado é abordar de forma diferenciada e 
impactante uma questão, cada vez mais importante: igualdade de gênero. 
Esta foi a motivação da ação que, durante o desfile do estilista :
Amir Slama, levou modelos com mensagens pintadas nos corpos nas passarelas da SPFW.
   
A intenção é convidar homens e mulheres para uma reflexão sobre o assédio sexual:
 "Encontramos uma nova forma de chamar a atenção para uma questão que deveria ser 
óbvia: a liberdade das mulheres de se vestirem como quiserem, sem que isso seja 
interpretado de forma diferente pelos homens", explica Marcelo Moraes, Diretor de 
Marketing do Grupo. As frases diziam coisas como: “Decote não é convite”, “Minha saia não 
é permissão”, “Me visto como eu quiser” e “Perna de fora não é provocação”. 
A ação foi ativada no evento pela hashtag #decotenaoeconvite “Não existe evento mais 
relevante que a SPFW para levantarmos a questão da igualdade de gênero e o fato de que 
a roupa não é convite para violência”, diz Joanna Monteiro, Chief 
Creative Officer da FCB. “A tinta não é visível a olho nu, assim como o preconceito e a 
violência contra mulher, que nem sempre são evidentes”, completa.
As frases diziam coisas como: “Decote não é convite”, “Minha saia não é permissão”, 
“Me visto como eu quiser” e “Perna de fora não é provocação”. A ação foi ativada no evento
pela hashtag #decotenaoeconvite“Não existe evento mais relevante que a SPFW para 
levantarmos a questão da igualdade de gênero e o fato de que a roupa não é convite para 
violência”, diz Joanna Monteiro, Chief Creative Officer da FCB. “A tinta não é visível a olho nu
assim como o preconceito e a violência contra mulher, que nem sempre são evidentes”.

Achei o post relevante a ponto de esclarecer aqui sobre o assunto!
É claro que a intenção era "causar" e ele conseguiu com maestria, e no bom sentido é claro.
Eu sou contra a nudez exagerada, mais quem sou eu?
Eu sou aquela que respeita a liberdade de expressão, o modo de ser, a cultura e gênero 
qualquer que seja. E não faço apologia a nada disso, mais sabemos a atual situação do pais 
e até do mundo em relação ao corpo feminino, a cultura do : "A culpa é sua" , quando na real 
e na verdade, existe um grande índice de mulheres estrupadas até mesmo em países onde
a burca é a roupa padrão do país. #Reflitam




Fonte: Adnews


Nenhum comentário:

Postar um comentário